Como aprender um novo idioma em casa?

foto estudo mesa livro

Muita gente acha que aprender um idioma novo em casa é coisa de outro mundo. Eu estudei inglês vários anos da minha vida, mas com o passar do tempo fui esquecendo as coisas. A solução que encontrei foi continuar em estudando em casa – o que me mostrou que estudar uma língua estrangeira sozinho não é um bicho de 7 cabeças!

Hoje em dia, a internet quebra um galho pra muita coisa: pesquisar, comprar são algumas delas. Apesar de muita gente não dar importância, estudar é um negócio que ficou mais prazeroso e fácil com o auxílio da internet, ainda mais se o assunto for aprender um novo idioma.

Pensando nisso, eu trouxe algumas dicas que ajudaram não só a continuar estudando o inglês em casa, mas também a ter curiosidade pra aprender outros idiomas.

Leve o negócio a sério!

Pode parecer bobagem, mas entender que eu precisava levar o estudo do idioma em casa como algo sério me fez ficar mais focado e determinado. Se você for “fazer por fazer”, vai terminar não dando tanta importância, deixando de tratar esse estudo como uma prioridade. Independente da ferramenta que usar pra estudar, entenda que aquele momento de aprendizado é importante!

Estude o idioma que você gosta

Não adianta nada você querer aprender espanhol se você não curte tanto a língua (meu caso). Se você tem mais afinidade com inglês, por exemplo, é melhor você dedicar sua energia e seu tempo pra isso. A gente aprende com mais facilidade quando sente prazer em tá fazendo algo, já que ficamos mais engajados e empenhados com o negócio por sentir que aquilo “não é uma obrigação”.

Não seja tão formal

Não precisa criar um ambiente de sala de aula dentro da sua casa. É claro que, se você quer levar o negócio a sério, é legal ter uma organização de tempo e espaço pra aprender outra língua, mas não precisa ser tão sério assim! O legal de aprender um idioma em casa é ser flexível com você mesmo. Naquele dia que você não tiver com saco de estudar sentado na sua mesa, pega seu computador e vai pra uma cafeteria que tá tudo certo! O ideal é não tornar esse estudo uma coisa chata e rotineira.

Conheça e escolha suas ferramentas

É legal sim ter algum material de apoio pra língua que você quer estudar. Melhor ainda é ter outras ferramentas mais divertidas e tão úteis quanto um curso online ou um livro. Filmes, séries, HQs, games, músicas, vale tudo, desde que ajude no seu aprendizado. No meu caso, o inglês deu uma melhorada absurda quando comecei a ver séries com audio e legendas in english.

Reconheça suas dificuldades e limitações

Se você sentir que tá com alguma limitação, dificuldade pra aprender, reconheça isso e compreenda onde e como você pode melhorar. Não adianta nada você ficar se enganando e achando que tá aprendendo alguma coisa. É o caso de, por exemplo, você tá com algum problema pra lembrar das regras gramaticais em inglês: não custa nada assistir uma aula online ou dar uma lida em uma gramática.

Anote, escreva, registre!

Tenha um caderno pra registrar frases, escrever umas redações e montar um dicionário com palavras desconhecidas. Isso é um exercício não apenas pra melhorar sua escrita, mas pra te ajudar a memorizar as coisas, já que a gente fixa  melhor  quando escreve. Quando comecei a estudar francês em casa, eu tinha o costume de anotar todas frases básicas num caderno e ficar repetindo, conversando comigo mesmo. Isso me ajudou bastante pra dar aquela arranhada básica no idioma.

Pratique com alguém (ou sozinho)

Se você conhece alguém que domina o idioma que quer aprender, pode pedir pra essa pessoa trocar algumas ideias com você no WhatsApp ou no Skype. Se não conhece, não tem problema. Eu mesmo, quando tava a fim de melhorar a “fala” do inglês, ficava no espelho falando sozinho, criando situações imaginárias pra me forçar a falar, fossem respostas mais simples ou justificativas mais complexas.

Teste você mesmo

Quer saber se você tá escrevendo bem? Faça uma redação com no mínimo 200 palavras. Tá querendo ver se tá sabendo se comunicar? Vai pra frente do espelho e simula um diálogo de 5 minutos. A melhor forma de saber se você tá aprendendo alguma coisa é criando testes, provas pra você mesmo. Quando eu tava numa vibe de aprender francês, toda semana eu treinava umas perguntas e respostas básicas de diálogos, o que me ajudava a fixar algumas coisas.

Aprender um idioma novo é uma questão de tempo e esforço. Nada vai vir muito rápido, mas quando mais você praticar, melhor.

É claro que existem muitos outros métodos pra você aprender um idioma em casa. Alguns são bem específicos e outros mais gerais. Conhece algum e quer contar pra gente? É só deixar um comentário! 🙂

 

Continue Reading

5 dicas pra se livrar dos seus preconceitos

preconceito diferenças pessoas

Hoje em dia, “preconceito” deixou de ser apenas o ato de emitir uma opinião sobre algo ou alguém sem uma análise crítica pra ser algo que também abrange o sentimento de hostilidade e de intolerância. Só quem sofreu/sofre com isso sabe como é sentir sentimentos negativos sendo expostos pelas pessoas. Pior: expostos sem um motivo concreto!

Sabendo que o ser preconceituoso(a) é uma questão totalmente superável , decidi separar 5 dicas simples que podem mudar sua postura, fazendo você se tornar alguém mais tolerante e amigável com todas pessoas! <3

1.Uma palavra mágica: respeito

Ninguém é obrigado a gostar de nada ou de alguém, já que afeto é uma coisa que a gente tem que dar de coração. Por outro lado, respeito é uma coisa fundamental pra gente viver bem em sociedade. Parece bobagem, mas quando você realmente aprende a respeitar outra pessoa, você entende que cada pessoa merece ter seu espaço na sociedade. Você não precisa abraçar, conversar ou ser cordial (até porque isso é questão de educação, né mores?!), mas tem que respeitar sim – se você gosta de ser respeitado, porquê não respeitar as outras pessoas?!

2.O mundo é maior do que suas convicções

É comum todo mundo acreditar em alguma coisa: uma religião, uma ideologia social, uma tendência política. Normalmente, a gente quer mostrar nossa “crença” pro outro, o que não é problema. Problema de verdade é quando a gente começa a expor o que acha de maneira desrespeitosa, o que termina por provocar, na maioria das vezes, brigas e situações chatas. Se você sabe que a sua “opinião” sua pode ferir alguém, é melhor não apenas repensar a forma como você vai falar, mas também se a colocação tem algum ponto positivo naquele momento.

3. “Mas é normal?”

Olha, eu entendo essa coisa de “ser normal” como algo muito relativo. Na verdade, eu acredito que todos nós somos bem anormais, já que somos seres complexos e mutáveis. Antes de ficar questionando se algo é normal ou não, pare pra pensar que nós vivemos em contextos sociais, econômicos, culturais completamente diferentes. O que alguém faz ou deixa de fazer não deve ser taxado de anormal por você, já que todos nós somos diferentes e estamos em constante mudança e evolução.

4. Seja mais altruísta

Uma forma de compreender melhor as diferenças do mundo é se colocando no lugar do outro. Você não precisa se aprofundar na vida de outra pessoa ou conviver intensamente com alguém desconhecido, basta fazer um pouquinho de esforço pra se colocar no lugar daquela pessoa e aí você vai poder compreender um pouco dos sentimentos e da vivência de alguém que você mal conhece, mas que insiste em julgar. Na prática, você vai se tornar alguém melhor e capaz de entender as diferenças do mundo.

5. Informe-se!

Sim, parece bobagem, mas é a dica mais importante dessa pequena lista. Ter e praticar o preconceito é falta de informação sim! Antes de julgar ou falar alguma coisa sobre algo ou alguém, procure entender toda complexidade do contexto e aí, talvez, você possa falar alguma coisa (lembre-se que você tem que falar sem agredir!). Informando-se, você ganha mais por adquirir mais conhecimento e ganha mais por entender e se aproximar de pessoas que têm muitas coisas diferentes de você, mas que também podem acrescentar muitas coisas boas na sua vida!

Existem muitos outros meios pra gente se livrar dos mais variados preconceitos. Algumas são bem pessoais, outras nem tanto, o importante é que a gente se ajude a construir um mundo mais amigável e amável pra todo mundo <3.

Continue Reading

A série de cada signo do zodíaco

Apesar de não acreditar que os 12 signos do zodíaco vão determinar nossas vidas por completo, eu acredito que algumas de nossas características pessoais podem ter relação com o momento em que a gente nasce, especialmente nossos gostos. Como eu gosto de astrologia (e muita gente também gosta!), resolvi montar uma lista das séries que mais têm haver com as características (positivas e negativas) de cada de signo.

Então, nada de levar esse post muito à sério! Relaxa, pega seu balde de pipoca e já se prepara pra fazer uma maratona do seu seriasigno!

1.Áries – Game of Thrones

série got game of thrones cersei

 A pessoa de Áries “ou é 8, ou é 80”. Sim, ariano costuma ser alguém muito intenso: a pessoa é mega envolvida com aquilo que ela gosta, tem um espírito de liderança fora do normal, muita confiança no próprio taco e é extremamente leal a quem ama de verdade. Na real mesmo, a galera de Áries é aquele povo que é melhor ter como amigo do que como inimigo. Áries não suporta receber ordens, são teimosos e tendem a ser um pouquinho egoístas e impacientes. Quando você menos espera, o Ariano já armou um barraco com um toque de Terceira Guerra Mundial. Não tem pra onde, a série que define essa galera é Game of Thrones: um enredo intenso com personagens que uma hora estão abraçando e outra tão degolando alguém.

2.Touro – The Good Wife

série the good wife

Olha, tem gente que diz que Áries é o signo mais chato do zodíaco, eu discordo. Mil desculpas aos Taurinos, mas vocês são INSUPORTÁVEIS chatinhos. A pessoa de Touro, normalmente, é muito metódica: ama seguir regras já estabelecidas, gosta de hierarquia e ama a figura de um líder pra se inspirar. Por mais que a pessoa de Touro possa ser teimosa e egocêntrica, é um pessoal muito prático, muito estável, prudente, ou seja, é aquela pessoa muito certinha. A série desse povo é The Good Wife: o mundo pode tá desabando, mas o Taurino fica ali, firme e forte na postura que é pra ficar, igualzinho à advogada Alicia Florrick.

3.Gêmeos – The Big Bang Theory

série the big bang theory

Gêmeos é um signo que divide opiniões: tem gente que ama, tem gente que odeia. Eu amo pessoas de gêmeos por serem comunicativas, carinhosas, inteligentes e que têm uma facilidade dos deuses pra se adaptar. Agora, é sempre bom ter um calmante na bolsa pra enfiar na boca de um Geminiano, já que o pessoal desse signo tem uma tendência pra exigir demais das pessoas (especialmente do crush) e podem ser emocionalmente instáveis. Resumindo, a série que mais combina com Gêmeos é The Big Bang Theory – divertida, intensa, mas com um “quê” de loucura.

4.Câncer – Orange is the New Black

série oitnb orange is the new black

Cancerianos transbordam emoções: muito afeto, carinho, simpatia. Por outro lado, podem ser um poço mau-humor, desorganização e volatilidade. Canceriano é aquela pessoa que tá sorrindo dizendo que te ama e dois minutos depois tá berrando seu nome dizendo o quanto não te suporta. “É uma galera estranha?” talvez, mas dá pra conviver sem muitos problemas. Sem sombra de dúvida, o seriado desse povo é Orange is the New Black – é aquela coisa, uma hora a gente tá rindo horrores das personagens, no episódio seguinte a gente tá aos prantos de raiva ou tristeza.

5. Leão – House of Cards

série house of cards

Leão é um signo que também não é meio termo: ou as pessoas gostam (os próprios leoninos) ou as pessoas não suportam (resto do zodíaco), brincadeirinha. O Leonino, normalmente, é associado às coisas negativas, já que tende a ser intolerante. arrogante e mandão. Apesar disso, é uma galera que normalmente é fiel às pessoas que ama, são carinhosos e AMAM um luxo. É um povo que dá pra conviver bem, você só precisa entender que esse pessoal não suporta rotina, traição e gente mandona (pois quem manda é o(a) leonino(a) ). A série que mais combina com essa galera é House of Cards: muita sede de poder e luxo, como Frank Underwood – fiel a quem ama e só de tocaia pra dar um bote no inimigo.

6.Virgem – How to Get Away with Murder

série htgawm how to get away with murder

A pessoa de Virgem tende a ser pacífica, racional e muito analítica pras situações da vida. É um povo mais fechado, calado, mas que, quando explode, termina sendo crítico e exageradamente preocupado. O(a) virginiano(a) é aquela pessoa que não sabe quando o mundo vai acabar, mas já tá sofrendo de preocupação desde agora e criticando quem não pensa em nenhuma solução. How to Get Away with Murder parece ser o melhor seriado, já que a vida de Annalise Keating é um suspense cheio de mistério, racionalidade e um ~~silêncio quase gritante (poético)~~.

7.Libra – Gossip Girl

gossip girl série serena van der woodsen blair waldorf

Muito suspeito pra falar (LIBRIANO DE CORPO E ALMA), mas vamos lá. O pessoal desse signo costuma ser muito sociável, comunicativo e tem bom gosto pras coisas da vida. O Libriano é aquela pessoa que demora pra formar uma opinião (e quando forma, é algo consistente e bem defendido) e sabe mediar os conflitos. Apesar disso, a galera desse signo tem uma tendência horrorosa pra jogos de manipulação, talvez sejam são pessoas indecisas e podem ser extremamente racionais quando querem se vingar. Na prática, um amigo libriano é aquela pessoa boa de ouvir e aconselhar, mas um inimigo libriano é alguém que fica só no silêncio, esperando a melhor hora pra VRAU dar o bote. Gossip Girl é o seriado do pessoal desse signo – muita sociabilidade e amizade, mas, se preciso, uma vingança que tenha certeza que não vai vir à cavalo (porque é brega demais).

8.Escorpião – Revenge

série revenge

Pessoas de escorpião são magnéticas, elas chamam as coisas pra si, justamente porque é um povo muito decidido, engajado, apaixonado pelas pessoas e pelas coisas que ama. Sabem dosar bem a emoção dentro das relações que vivem e gostam de demonstrar poder. Por outro lado, o Escorpiano pode ser meio ciumento e possessivo, além de ressentido quando alguma cagada acontece. É aquela amiga que te ama demais, que abraça, beija, chama pra sair, aí você resolve dar um bolo e ela vai ficar amargurada e remoendo isso por 3 encarnações. Sem sombra de dúvida, Revenge é o seriado desse signo, ainda mais se a gente parar pra pensar que Emily Throne é a personificação do escorpiano.

9.Sagitário – FRIENDS

série friends

Esse é o signo da galera que é muito do bem, muito da paz, muito gente fina. Sim, é um povo muito ~~certinho~~, já que são justos, otimistas, simpáticos e prezam demais pela sinceridade. A pessoa de sagitário sempre sorrindo e de bom-humor – o mundo pode tá explodindo, mas a galera de Sagitário continua lá, alegre, pra cima. Como nem tudo são flores, o pessoal desse signo tem uma tendência pra ser meio descuidado, desatento com os perigos da vida. Sagitarianos são um seriado de comédia, então, FRIENDS é o seriado desse povo: muito bom-humor, muita alegria, mas alguns probleminhas por tabela.

10.Capricórnio – 2 Broke Girls

2 broke girls

O pessoal desse signo tem tendência pra muita disciplina, paciência, uma ambição bem metódica, tudo com uma pitada de bom-humor. Por serem muito centradas, as pessoas de Capricórnio podem ser um pouquinho egoístas e serem mais pessimistas, mas, no geral, são pessoas que valorizam o bom-humor e a persistência pra alcançar um objetivo. 2 Broke Girls é o seriado que mais combina com essa galera – Max e Caroline vivem na pindaíba, mas nem por isso deixam de focar no que desejam, levando tudo da forma mais leve possível.

11.Aquário – The Walking Dead

the walking dead

A pessoa de Aquário é complexa: por mais que seja justa, humana e leal, é um tipo de gente que tem uma dificuldade de viver as emoções de forma profunda. É um povo muito independente pra tudo, então, geralmente, tende a não querer ficar muito afundado em relações muito complexas. O Aquariano é aquela pessoa original, que sempre consegue pensar numa solução pra um problema, mesmo quando o negócio tá prestes a explodir. Ou seja, The Walking Dead tem tudo haver com esse povo: por mais que esteja vivendo da forma mais humana e leal com as pessoas em sua volta,  o Aquariano preza, antes de tudo, pela sua própria independência e originalidade.

12.Peixes – Grey’s Anatomy

greysanatomy

Aqui é o poço de emoções e sentimentalismo do zodíaco. A pessoa do signo de peixes é MUITO emotiva, MUITO sensível, tem MUITO amor e compaixão pra compartilhar com os outros. Justamente por ser muito emotiva, a pessoa de peixes pode terminar sendo facilmente influenciada, além de que piscianos são idealistas fora do normal (ou seja, o povo esquece que vive no mundo real). É uma galera do bem, mas que pode virar um problema se deixar as emoções florescerem demais. Grey’s Anatomy é o seriado desse povo, pelo simples motivo de que, quando termina qualquer episódio, tá todo mundo chorando.

Tem outra opinião sobre a relação de um seriado e um signo? Comenta aí!

Continue Reading

Como fazer 2017 ser o ano da sua vida

oceano mar

Passou, né?! 2016 se foi e cá estamos nós em um novo ano, com novos desejos, novas expectativas.

Muita gente começa o ano com gás pra tentar fazer o momento ser o melhor possível, já outras pessoas começam numa vibe meio ~fuen~, especialmente se teve um ano passado meio ruim. Por isso, a gente deve tá sempre aberto a mudar algumas coisas das nossas vidas, pra ver se a gente consegue dar um up naquilo que a gente acha que não tá legal.

2016 foi um ano massa pra mim! Eu posso não ter ficado milionário ou ter viajado pelo mundo (só isso né?!), mas tanta coisa boa me aconteceu que, hoje, eu entendo muito mais essa coisa de “um ano ser bom”. Pensando nisso, eu separei alguns hábitos/dicas que ajudaram a fazer meu 2016 ser um bom ano, coisas que vou continuar aplicando não só em 2017, mas no resto da vida.

1.Reclame menos

Isso mesmo! Pode começar a fazer isso nesse exato momento. Deixar de nhé nhé nhé vai te fazer ficar mais leve, mais de bem com a vida, vai te fazer aproveitar mais o que tem de legal em sua volta. Acreditem, é um baita exercício pra se tornar alguém mais otimista (falo isso com propriedade, já  que pessimismo era uma coisa enraizada em mim) e ver que a  maioria das coisas chatas das nossas vidas são completamente superáveis, ou seja, no drama!

2.Jogue fora o que não te serve

Tá guardando aquela lembrancinha que o ex-namorado(a) te deu antes de terminarem com aquela briga horrorosa e toda vez que você olha fica aos prantos?!  Ainda é amigo no facebook daquela pessoa que só compartilha coisa cagada e agressiva?! Bem, tá na hora de você jogar algumas coisas fora, ein. Isso é uma forma da gente ficar mais limpo das coisas que ficam magoando e pressionando a gente todos os dias e passar a guardar e cuidar apenas do que nos faz bem.

É  uma prática que pode passar pode demorar e demandar esforço (principalmente se você teve um vínculo afetivo/material muito forte), mas que traz um resultado massa, ainda mais quando a gente percebe que algo que antes magoava vira uma coisa indiferente.

3.Mais “obrigado” e menos “desculpa”

A  gente, enquanto ser humano que é, tem uma mania exagerada de se desculpar. Claro, existem momentos que  só “desculpa” cabe, mas usar a palavrinha com exagero pode trazer vários problemas pro nosso interior, especialmente quando a gente começa a absorver de maneira indireta uma culpa que não existe.

É como se você começasse a se enxergar como o único errado da história. Quando você notar que tá  se sentindo mal de tanto pedir desculpa, é porque o negócio já tá meio que fora de controle. Pra evitar isso, substitua “desculpa” por “obrigado” – “É O QUE MENINO???”  sim, isso mesmo que eu disse. Se atrasou pela terceira vez no encontro com o crush? Ao invés de já chegar com aquela voz fininha forçando chorinho pra dizer “desculpa pelo atraso, Roberval (seu crush)”, fala “Obrigado por me esperar! Que que a gente vai comer?!” Sério, isso muda  o clima de todas as relações que você vive!

4.Pense bem antes de falar

Vindo de uma pessoa que fala sem parar, vai parecer o conselho mais idiota do mundo, mas é verdade. Depois que refleti, vi que é bom a gente dá uma pensada antes de falar tudo que a gente pensa. Sim, existem momentos que vale a pena a gente botar pra fora aquilo que a gente acha, mas nem sempre isso é válido, especialmente se existir a possibilidade de você magoar alguém.

Então, sempre que você pensar que pode terminar falando alguma bobagem (ou até mesmo algo muito sério), dá uma respirada, conta até dez e coloca numa balança pra ver se vai valer a pena ou não. Isso é uma forma de exercitar paciência, tolerância e harmonia interior. Você termina ficando tão de bem com você mesmo que toca um belo foda-se pras merdas do mundo.

5.Aproveite os pequenos e bons momentos

Deve ser maravilhoso ser podre de rico (já tô aqui viajando nos pensamentos do ‘e se eu tivesse ganho na mega da virada’) e poder comprar tudo o que quiser, viajar pra onde der na telha e blá blá blá, mas se tem uma coisa que vale a pena é poder entender a importância e o valor que os momentos mais simples das nossas vidas têm.

Perder aquele almoço de família ou aquela conversa de bar com sua melhor amiga pode parecer bobagem agora, mas lá na frente pode fazer uma falta que você não tem noção! É bom começar a valorizar esses momentos, já que são eles que fazem a diferença da gente ser quem realmente é.

Tem muita coisa que poderia falar pra vocês, mas eu acredito que as coisas boas que a gente vivem durante um ano são consequências de todo o esforço que fazemos pra que aquele momento seja bom. Na prática, alguns conselhos e dicas servem, mas a coisa só vai funcionar mesmo quando você vai pra prática e se compreende enquanto pessoa.

É com atraso, mas que seu 2017 seja foda ♥

Continue Reading

Tudo muda

montanha russa

Isso mesmo, tudo muda. Em menor ou maior proporção, as coisas mudam. Mudam para o bem ou para o mal. Mudam porque precisam mudar ou talvez porque queiram mudar.

Com esse blog aqui não poderia ser muito diferente não. Eu criei sem muita pretenção, criei porque sempre gostei de escrever, criei porque eu sentia necessidade de fazer algo diferente, que me tirasse um pouco da prisão que eu achava que tava vivendo. Foi entre trabalho, faculdade e vida pessoal que o blog nasceu, tudo na base do carinho e da dedicação.

Por incrível que pareça, o blog cresceu, pouco, mas cresceu. Não cresceu nesses números estratosféricos de gente que produz vídeo pra youtube ou qualquer coisa do tipo. Cresceu na proporção que tinha que crescer e isso me fez pensar que não dava pra ficar preso no que eu achava que devia ficar. O blog, pra ser mais direto, não tinha que ficar dentro de uma caixa que eu achava que ele cabia, ele tinha que ir um pouco além.

Esse ano foi um ano bem louco (ô coisa clichê, mas é verdade!!). Vivi várias coisas (boas e ruins) que me preparam ainda mais pra viver nesse mundo que a gente tá. O “o consumista” é/era uma parte de mim e foi num “estalo” que eu vi que as coisas poderiam mudar um pouco. Mudar pro bem, claro!

A existência disso aqui vai continuar, mas vai mudar, mudar porque eu sinto que essa mudança tem que ser feita. E, claro, a essência de tudo será a mesma.

Continue Reading

3 Mangás de terror pra tirar seu sono

Terror é uma palavra que mexe com qualquer pessoa. Histórias, filmes, séries, tudo isso pode deixar muita gente sem dormir direito durante algumas noites. Eu AMO o gênero terror e justamente por isso eu fui caçar “coisas” que fugissem da produção comum, e foi aí que eu esbarrei nos mangás, as famosas histórias em quadrinhos japonesas.

Eu já conhecia mangás famosos, mas nunca tinha parado pra pesquisar alguns de terror. Como japonês é muito criativo, transmitir medo em uma história em quadrinhos também foi uma sacada excelente. Pensando nisso, e em clima de Halloween (que já passou), deixo essas 3 dicas de mangás pra você que curte um ~~terrozinho~~.

Espero que gostem!

P.s: escrevi esse texto sozinho, em casa e de noite. Terminei, fechei o notebook e fui dormir rezando 3 “pai nosso”.

  1. Jisatsu Circle – Suicide Club (Furuya Usamaru)

mangá clube suicídio suicide club

De cara, eu digo que não dá taaaannnto medo. O mangá surgiu de um filme de 2001 e é um terror psicológico que coloca a gente pra pensar no final da história.

Tudo começa com mais um dia comum em Tóquio. 54 meninas descem as escadarias de uma estação e ficam alinhadas na plataforma, até que todas pulam na frente do metrô. Dessa tragédia (sim, pq as fias são esquartejadas), só Saya Kota sobrevive (sem nenhum arranhão!),o que faz a jovem começar a investigar as questões que envolvem a morte, já que a garota fica determinada a fundar um novo clube do suicídio com outras meninas pra repetir o feito anterior. Dá pra ler por aqui.

2. Fuan no Tane (Nakayama Masaaki)

mangá fuan no tane

“Esse dá medo?” Bem, eu acho que Fuan no Tane tem um misto de sensações, principalmente tensão e medo.

O mangá de Nakayama Masaaki é uma coletânea de várias histórias curtinhas (tem história que só tem duas páginas) que vão tratar de vários temas, principalmente de lendas japonesas.  Quase todas as narrações em quadrinhos tem um clima bem tenso, aquela coisa bem pesada, que deixa você meio que esperando a coisa ruim acontecer. Ou seja, se você tem coração fraco, liga a tv no my little poney agora! Se quiser ler, é só ir nesse link aqui.

3. The Drifting Classroom (Kazuo Umezu)

mangá the drifting classroom

Apesar de ser bem antigo (1972), é um clássico. O enredo é perturbador: uma escola “muda” seu local de origem, com todas pessoas dentro, indo parar num deserto sem fim. Só isso já dá um clima de medo nas crianças (sim, é uma escola primária!!). O negócio começa a ficar mais tenso quando os professores começam a se matar e um clima de sobrevivência começa a se instalar entre os alunos e alunas, que têm noção de que, sem trabalho em conjunto, vai todo mundo morrer.

O mangá tem um misto de suspense e terror psicológico e dá pra ser lido por aqui. 

Bons sonhos pra vocês!

 

Continue Reading